Loading...

Pavilhões Desportivos fechados na terceira fase do desconfinamento

A terceira fase do desconfinamento arranca, esta segunda-feira, na Área Metropolitana de Lisboa, algo que foi adiado face ao resto do país por causa do elevado número de casos da COVID-19 na região.
Ainda assim, o país mantém-se em estado de calamidade até ao dia 28 de junho e, por isso, há serviços que permanecem encerrados.
Quer isto também dizer que, até ao dia 28 de junho, estão proibidos os aglomerados com mais de 20 pessoas, “salvo se pertencerem ao mesmo agregado familiar”, pode ler-se no diploma publicado em Diário da República.
A imagem pode conter: pessoas a praticarem desportos, sapatos e ar livre
Continuam encerrados os seguintes serviços, ainda que possam abrir, entretanto, “caso sejam emitidas orientações específicas ou pareceres técnicos da Direção-Geral da Saúde (DGS) quanto ao seu funcionamento”:
Nenhuma descrição de foto disponível.
Atividades desportivas, salvo as destinadas à atividade dos praticantes desportivos federados, em contexto de treino:
  • Pavilhões ou recintos cobertos, exceto os destinados à prática de desportos individuais sem contacto;
  • Pavilhões fechados ou ringues de futsal, basquetebol, andebol, voleibol, hóquei em patins e similares;
  • Pistas cobertas de patinagem, hóquei no gelo, atletismo e similares;
  • Ringues de boxe, artes marciais e similares;